• Youtube
  • Twitter
  • Facebook

“Depois disto havia uma festa entre os judeus, e Jesus subiu a Jerusalém. Ora, em Jerusalém há, próximo à porta das ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres. Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados, esperando o movimento da água. Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse. E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo. E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são? O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim. Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda. Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. E aquele dia era sábado” (João 5.1-9).

Jesus voltava da Galileia para Jerusalém, quando chegou ao Tanque de Betesda, perto da Porta das Ovelhas, ao norte da cidade. Perto dele se aglomerava uma grande multidão, com toda espécie de doenças e, onde também se encontrava um paralítico que, há 38 anos tentava entrar naquele tanque que quer dizer “Casa de Misericórdia”. Quando as águas se moviam, cada um queria entrar ali. Mas aquele era, também, um lugar cheio de doenças, moscas e muita sujeira. Mas, um dia, Jesus passou por ali. Exatamente naquele dia, o Mestre daria uma nova vida para um homem paralítico ao dizer-lhe simplesmente “toma o teu leito e anda”. Jesus trouxe vida para pessoas paralisadas. Ele está acostumado a passar no meio de pessoas derrotadas e fazer delas pessoas vitoriosas. Jesus passou pelo Tanque de Betesda.

Durante todo o seu ministério, Jesus nunca deixou de ter cuidado com o ser humano. Ele já foi ver pescadores, sem sequer um peixe em suas redes. Ele foi ter com Pedro, que era um homem bronco, de temperamento sanguíneo, um pescador tosco, mas que amava a Jesus. Pedro obedeceu, quando Jesus mandou-o lançar suas redes ao mar. Aquela obediência mudaria sua vida e sua história. Jesus passou pelo mar, quando Pedro ainda não tinha pescado nenhum peixe.

Jesus teria misericórdia de muitos. E assim foi com o endemoninhado gadareno, que não tinha mais esperança. Imagine, então, se o pregador da noite de Natal fosse o ex-possesso gadareno. Certamente ele choraria sangue, porque vivia em sepulcros. Mas Jesus passou por lá e disse: importa-me libertá-lo. Se o pregador fosse o gadareno, ele diria que perdeu esposa, filhos, alegria e prazer de viver. Mas Jesus falou: eu vou passar por lá. Jesus é amor e esperança. Aquele homem endemoninhado, que não tinha mais esperança, um dia viu Jesus passando por ali. Os mais de dois mil demônios o jogavam no chão, pois não queriam que ele fosse ter com Jesus. Mas Jesus libertou aquele homem e o transformou num pregador. Antes, porém, o Mestre providenciou roupas para ele, porque estava nu. Até Jesus passar, o gadareno era uma escória, mas houve um natal. Jesus nasceu para ele. A Estrela de Davi brilhou e ele se tornou um novo homem.

Jesus é a esperança para toda geração perdida. Imagine Jesus olhar para você e perguntar se você quer uma nova vida, ser uma nova pessoa, uma nova geração, ser curado, sair da sujeira, lançar suas redes ao mar, ter seu temperamento transformado? Natal significa a chegada de Jesus em nossas vidas. Jesus está passando pela nossa geração, porque quer nos curar, nos libertar e nos transformar em pessoas melhores, transformar nossa história.
Os anjos, as estrelas e todos os astros do céu cantam, porque é Natal. Antes mesmo de o homem colocar iluminação em suas casas, cidades, árvores, o céu iluminou-se. Antes de nós cantarmos, os anjos cantaram: Hosana, Hosana nas alturas. Quando Jesus chega à nossa vida, Ele muda a nossa história e, porque é Natal, porque Jesus nasceu e passou por aqui, podemos cantar um novo cântico e celebrar um novo dia em nossas vidas. Que o Senhor nos conceda o mais lindo Natal.

Pr. Jorge Linhares

Texto transcrito e adaptado
por Ivany Rocha, a partir de mensagem ministrada pelo pastor Jorge

Comentários

Nenhum Comentário

Comentário estão bloqueados.