• Youtube
  • Twitter
  • Facebook

Neste mês de outubro, celebramos a conscientização sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de mama. A campanha, de nome Outubro Rosa, tem como símbolo um laço rosa.

Somos amigas, mães, filhas, sobrinhas, primas, tias, cunhadas, noras; somos guerreiras, trabalhadoras, incentivadoras, cuidamos de tudo e de todos; na igreja, somos mulheres de oração, missionárias, pastoras, diaconisas, salvavidas. Somos dona de casa, estudantes, professoras, advogadas, médicas, dentistas, policiais, cozinheiras, pedagogas, professoras e quantas outras profissões que nos dignificam a cada dia. Para Deus, somos a coroa da criação, as adjutoras e profetizas. Enfim, somos mulheres!

Com tantas atribuições, não é de se admirar que Jesus tenha quebrado paradigmas e, como mestre, tenha dado atenção diferente às mulheres (Lc 8.1-2). Na época de Jesus, não era comum que mulheres fossem ensinadas pelos rabis, contudo, Jesus, depois de libertá-las e curá-las, ensinou a Palavra para elas.
O cuidado do Senhor com as mulheres nos mostra que Ele importa-se com a nossa saúde, seja ela física ou emocional. Ele nos ama e por nós se entregou, para que vivêssemos de forma abundante. Por essa razão, neste mês em que buscamos a conscientização sobre o câncer de mama, é preciso que sejamos esse tipo de aprendizes, que buscam ser abençoadas no corpo e na alma.

Faça o autoexame das mamas e conheça as particularidades do seu corpo. Mas atenção: só o autoexame não basta. Devemos, a partir dos 40 anos, fazer uma mamografia por ano, sob supervisão de um médico. Câncer de mama diagnosticado a tempo tem cura e a prevenção é o melhor caminho. O que mata é a desinformação. Previna-se e ajude outras a se conscientizarem sobre o câncer de mama. Que possamos cuidar do nosso corpo, que é o templo do Espírito, e, assim, celebremos a vida.

Dra. Alessandra Leite Pasqualini
Foto: Arquivo da internet

Comentários

Nenhum Comentário

Comentário estão bloqueados.